Sorrir para a vida

“Não te esqueças de sorrir, o dia que não sorrias é um dia desperdiçado”

Charles Chaplin


Porque gosto de uma boa gargalhada, de levar a vida com leveza e boa disposição, esta semana brindo-vos com um pouco de humor!


Mesmo nos meus momentos mais desafiantes, há sempre lugar para fazer humor com a situação e assim tirar peso às questões em volta dos desafios que muitas vezes teimam se fazerem sentir tão difíceis.


Por isso descontraiam, recostem-se e leiam este pequeno excerto de humor de Quino.


A Vida segundo Quino:


(…) Penso que a forma como a vida flui está mal. Deveria ser ao contrário: deveríamos morrer primeiro para sair disto de uma vez.


Então, iniciaríamos por viver numa casa de repouso enquanto idosos, até que te tirem quando já não sejas tão velho para lá estares. Começarás a trabalhar, a trabalhar durante quarenta anos até seres suficientemente jovem para desfrutar da tua reforma.

Começariam as festas, namoros e todo o tipo de diversões até que estejas com idade de entrar no secundário… depois passas para a primária e tornas-te a criança que começa a brincar sem nenhum tipo de responsabilidade e passas à fase de ser um bebé e voltas ao ventre materno e aí passas os melhores e últimos nove meses da tua vida, flutuando em um líquido quente até que a tua vida se apaga com um tremendo orgasmo….


Isso sim, é vida!



Espero que, neste momento, estejas a sorrir para ti e para a vida.


Vive no momento presente, pois é o único momento que tens. Mantém a tua atenção no que existe aqui e agora, procura a plenitude e a beleza em todos os instantes, aceita em pleno tudo, o que vem até ti para que possas apreciar e aprender com o que a vida te brinda e de seguida, liberta e desapega.


Os momentos são como são, porque o Universo é como é.

Não lutes contra o infinito esquema das coisas, pelo contrário, sê uno com elas. O que gostares alimenta - o que nem tanto, modifica. Tudo são experiências e elas nem são boas nem más: são oportunidades que a vida nos dá para que possamos crescer e evoluir de forma a conseguirmos ser a nossa melhor versão, a cada dia e a cada momento. A postura e a atitude perante uma situação, determinam o nível de dificuldade com que os desafios da vida são superados.


Dedica algum tempo ao silêncio, medita e aquieta o teu diálogo interior para que consigas ouvir e deixar-te guiar pela tua intuição, por aquela parte que tudo sabe o que é o melhor para ti. Renuncia à tua necessidade de aprovação externa. Só tu és o juiz do teu valor; a tua meta é descobrires o infinito valor de ti mesmo sem dar importância ao que os outros pensam. Ao compreenderes isto alcanças tranquilidade e uma grande liberdade.


Se tens dificuldade em entrar no teu silêncio e em manifestares o melhor de ti, agenda uma consulta comigo com o objectivo de compreender e olhar para o que te impede de acederes á tua sabedoria interior.


54 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo