Medo da rejeição: como ultrapassar


“Corajoso não é aquele que não sente medo, mas aquele que conquista esse medo.” Nelson Mandela

Esta semana venho falar-vos da emoção do MEDO – mas não se assustem!

O medo faz parte do nosso instinto de sobrevivência, tratando-se de uma emoção primitiva que age como um mecanismo de proteção, alertando-nos para a presença de perigo.

Estamos, neste momento, a viver mais do que nunca num mundo onde parece que estamos em perigo constante – com toda a informação (ou desinformação) à qual estamos expostos diariamente – o que nos convoca a sentir medo.


Mas... grande parte do medo é uma construção da nossa mente - ressonâncias de um temor que foi, provavelmente, enraizado na nossa infância.


Um dos medos com os quais privo muito em gabinete é o medo da rejeição. Este encontra-se subjacente à falta de confiança. Por ser um tema recorrente na minha marquesa, vou aprofundar um pouco mais o tema.


O medo da rejeição inibe a expressão daquilo que faz de nós pessoas únicas.

O medo de ser rejeitado é consequência do medo de se ser autêntico, genuíno e de não ser amado. Este sentimento surge nas pessoas porque nunca se sentiram aceites por aquilo que eram, mas sim por aquilo que lhes era imposto.


Quando não temos confiança em nós, acreditamos que os outros nos vão ver como pouco confiáveis. Esta insegurança reconhece-se enquanto sentimento inadequado, isto é, rejeitável. As pessoas, quando ficam receosas de não agradar, como mecanismo de defesa, aprendem a comportar-se com o único propósito de serem aprovadas pelos outros. Caso contrário, mergulham na tristeza de não serem reconhecidas, valorizadas e apreciadas, ou melhor, sentem que não são ninguém.


As pessoas, ao tentarem captar a estima dos outros, vão produzindo muitos medos. O medo da rejeição dispõe de um pequeno arsenal de sucedâneos, nos quais podemos identificar o medo de:


  • Incomodar

  • Causar má impressão

  • Do ridículo

  • Da vergonha

  • Não saber o que dizer

  • Não estar à altura

A presença destes medos constitui um apelo a evitar os perigos, pois sentimos-nos impotentes perante a sua presença. São medos que nos fazem mal e produzem infindáveis discursos internos sobre o que somos e deveríamos ser.

É importante percebermos que, para superar o medo, é essencial entender que todo o medo é baseado numa ilusão, na ilusão da crença da nossa incapacidade. Temos que aprender a enfrentá-la.

O que podemos fazer para superar o medo? Temos de o aceitar, entender e enfrentar como algo superável - construir uma nova crença a respeito dele.

Ao enfrentarmos os nossos medos e mudarmos a nossa forma de pensar sobre eles, alteramos a maneira como nos vemos, assim como o mundo à nossa volta. Combatermos o medo é aprendermos a confiar e a sentirmo-nos bem com nós próprios.

Se os teus medos te impedem de viver e relacionar com as pessoas, que tal começarmos agora mesmo a superá-los para que não se transformem em algo limitador na tua vida?

Deixo aqui algumas dicas:


  • Aceitar – a partir da aceitação, estarás pronto/a para os encarares, entenderes e os resolveres.

  • Escreve sobre os teus medos – a escrita é uma ferramenta poderosa que nos ajuda a organizar os pensamentos e emoções. Escreve apenas como uma forma de aliviar o que sentes em relação aos teus medos. Tenta fazer este exercício com alguma regularidade e repara como te começas a sentir em relação às tuas emoções.

  • Pensamentos positivos – para criar um ambiente propício à superação dos medos é preciso acreditar, pensar e verbalizar positividade.

  • Dá destaque às tuas conquistas – usa-as como combustível para continuar a tua jornada.

  • Terapiamuitos dos medos e fobias são gerados em situações que acontecem na infância e podem ser revisitados e trabalhados.

Se sentes que tens algum medo com o qual não saibas lidar e que está a ser limitador na tua vida, se queres ajuda para o entenderes e ultrapassares convido-te a agendares uma consulta comigo.


Qualquer dúvida ou esclarecimento, podes contactar-me por email, telemóvel ou via Messenger.


Desejo-vos uma excelente semana.

80 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo