A importância em saber dizer “Não”

O aprender a saber dizer que não, foi de facto uma das minhas aprendizagens que, não só me ajudou a saber estabelecer limites, como me levou a saber valorizar e respeitar a mim mesma, fortalecendo assim a minha auto aceitação, valorização e aumentando o meu Amor Próprio.


As pessoas que mais dificuldade têm em saber colocar limites, geralmente são generosas, atenciosas, educadas e nunca dizem que não a nenhum tipo de tarefa ou favor, mesmo que isso as prejudique esforçam-se para serem as melhores de modo a que ninguém as possa repreender, julgar e/ou criticar, etc. por detrás desta dificuldade muitas vezes está a necessidade de agradar e sentirem-se aceites pelos outros.


Ouço muitas vezes “mas eu sou tão boa pessoa”, “não faço mal a ninguém”, “estou sempre pronta ajudar” e “ajudo tanto as pessoas que me rodeiam e ninguém me dá valor e muitas vezes nem um agradecimento ouço”.

Quando se assume uma atitude em que nos prejudicamos em beneficio de outra pessoa, a informação que lhe passamos é que não nos respeitamos ou valorizamos, demonstramos falta de amor por nós e pela nossa vida – com esta postura, entregamos o nosso poder pessoal ao outro.


Como podemos ser reconhecidos e aceites pelos outros quando, na realidade, não nos aceitamos, valorizamos ou expressamos as nossas verdadeiras necessidades?

O que acontece quando dizemos “sim” e na verdade queremos dizer “não”? E quando esse sim representa a aceitação de algo que não queremos?

É aqui que vão surgir todos os problemas.

Ao tomarmos este tipo de atitude não estamos a impor limites ao outro nem a mostrar respeito por nós mesmo, fazendo com que o outro não aprecie nem valorize a nossa atitude. Ao nos depararmos com esta atitute por parte do outro, pensamos: “eu faço tudo e dou o meu melhor e nem recebo um obrigado, nem sou reconhecido”. Quantos de nós, não passámos por este tipo de situação? Como referenciei, eu mesma me vi e senti nesta situação. Na verdade, numa circunstância destas, nunca poderemos receber um reconhecimento, porque não soubemos expressar as nossas necessidades, nem soubemos impor os nossos limites.


É importante sabermos dizer que “não” como forma de melhorarmos e aumentarmos o nosso Amor Próprio, fortalecendo assim a nossa individualidade, pois impomos assim a nossa vontade, necessidades e limites.


O que pode significar sabermos dizer “não”?

Na verdade o “não” nem sempre é fácil de ouvir, uma vez que por si só é uma palavra que gera tristeza. É severa, transmite um sentido de obrigação, fecha portas e traz consigo muitas contrariedades.


Os “nãos” não têm de carregar essa energia tão negativa que habitualmente lhes associamos.


Ao aprendemos a dizer “não”, estes “nãos” vão significar aceitação e compromisso com nós mesmos. Por exemplo, ao dizermos “não quero”, somos determinantes na negativa e com isso pomos fim às expectativas que teriam acompanhado um “sim”.


Quando esse “não” nos permite sentir livres e quando expressa a nossa integridade, irá transmitir ao outro o amor e respeito que temos por nós e a transmitir a nossa valorização pessoal sem medos de sermos criticados e/ou julgados.


Sabermos dizer “não” significa confiar em nós e também na vida. É uma atitude assertiva, é uma atitude poderosa no momento de partilharmos o poder. Significa que respeitamos e queremos ser respeitados, expressamos e deixamos expressar, sendo uma acção livre que nos dá liberdade.


A assertividade é a capacidade de dizer o que pensamos e sentimos, ou seja, a nossa capacidade de nos afirmarmos, dentro do possível, na primeira pessoa, sobre a nossa liberdade de escolha. Esta capacidade expressa-se de forma confortável, quer isto dizer, devemos afirmar-nos e expressar-nos com serenidade, sem sobressaltos emocionais e, naturalmente, sem pretender agredir o outro.


É através das nossas escolhas que damos sentido a quem realmente somos.


90 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo